http://www.contabeis.com.br/artigos/4001/usuarios-da-contabilidade-quem-se-interessa-pelo-seu-trabalho/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+portalcontabeis+%28Contabeis.com.br+-+Not%C3%ADcias%2C+Artigos%2C+Legisla%C3%A7%C3%A3o%29

Queridos colegas, hoje estou escrevendo sobre um assunto muito comum nas discussões empresariais e quero reforçar a importância dos usuários da contabilidade porque, para eles nosso trabalho é destinado. Os usuários da contabilidade são aquelas pessoas que necessitarão dos dados fornecidos pela contabilidade para alguma finalidade. Cada usuário terá um interesse específico nesta utilização, visto que a ciência contábil se serve a várias finalidades. Também chamamos os usuários de contabilidade de stakeholders que significam, em tradução livre, as “partes interessadas”. As demonstrações financeiras produzidas por meio da contabilidadepodem se servir a diversos tipos de usuários, dentre eles, vamos citar alguns explicando seu principal objetivo na análise das demonstrações produzidas. Alguns exemplos de usuários da contabilidade são: os fornecedores, os investidores, o governo, os funcionários e os bancos.

De um modo geral, podemos dividir estes usuários em dois grandes grupos, quais sejam os usuários internos e os usuários externos. Os usuários internos estão intimamente ligados aos objetivos e atividades empresariais. São eles que influenciam nas decisões administrativas como o planejamento de investimentos, questões relacionadas ao preço dos produtos, bem como, o gerenciamento do fator humano imprescindível ao bom andamento dos processos gerenciais. Em outra vertente estão os usuários externos que, como os usuários internos, possuem interesse nas demonstrações contábeis empresariais, porém, com outros enfoques, já que essas pessoas ou órgãos não se encontram, necessariamente dentro da entidade ou envolvidos com ela diretamente.

Dentre os usuários citados acima, consideramos que os investidores e os funcionários são considerados como sendo os usuários internos da contabilidade, desta forma, os fornecedores, o governo e os bancos se caracterizam como sendo usuários externos da contabilidade. Abaixo, citarei os principais interesses de cada grupo de usuários:

Fornecedores (externos): os fornecedores se interessam pela contabilidade da empresa porque necessitam saber se a empresa terá dinheiro para pagar as duplicadas parceladas derivadas das operações comercias entre a empresa e seus fornecedores;

Governo (externo): o governo se interessa pelas informações geradas pela contabilidade para a realização de auditoria fiscal a fim de analisar possíveis fraudes em sonegação de impostos, por exemplo, bem como, se o cálculo referente aos impostos devidos está correto;

Bancos (externo): os bancos se interessam pelas demonstrações contábeis para possível aprovação de empréstimos que a empresa possa necessitar por meio da análise da capacidade de pagamento da mesma;

Investidores (interno): os investidores são pessoas que injetaram capital (dinheiro) na empresa, desta forma, eles necessitam das demonstrações contábeis para avaliar qual será sua parcela na distribuição dos lucros da empresa, bem como se o investimento está rendendo lucro ou se o investidor deve se retirar caso o investimento não continue sendo satisfatório;

Funcionários (interno): os funcionários também são usuários da contabilidade, apesar de não ser muito comum a análise das demonstrações contábeis por meio deste grupo de usuários. Porém, os funcionários devem analisar as demonstrações contábeis a fim de saberem se seus empregos estão seguros ou se será necessário um corte de gastos devida má situação financeira da empresa. Em suma, a análise também se dá a fim de saber a capacidade de pagamento.

É de suma importância que as empresas saibam a quais interessados as demonstrações podem se destinar e, por isso, o atendimento às exigências legais em sua elaboração ou publicação, se for o caso devem ter a devida atenção para que a própria empresa não se prejudique. Em alguns casos, como por exemplo, nas companhias de capital aberto, as demonstrações deverão ser elaboradas conforme as exigências da CVM – Comissão de Valores Mobiliários que exigem a publicidade destas informações para que os usuários externos também tenham acesso facilmente a elas. Em outros casos, as demonstrações podem ser requisitadas a fim de se conseguir um empréstimo bancário, por exemplo, demonstrando assim, capacidade para pagamento. O importante aqui é reconhecermos que nosso trabalho envolve diversos interesses e conhecer os mais comuns nos ajuda a delimitar nosso papel enquanto peças importantes nas organização e verdadeiros colaboradores no bom andamento dos trabalhos.


Deixe uma resposta

Pular para a barra de ferramentas